Café com Nosso Setor entrevista Dulcynardo Cavalcante Honorato, Secretário de Planejamento e Desenvolvimento de Itaitinga

Filho de Itaitinga, Dulcynardo Cavalcante Honorato, Secretário de Planejamento e Desenvolvimento de Itaitinga é economista e administrador de empresas. Em entrevista para a Revista Nosso Setor, Dulcynardo foi recepcionado no Hotel Meridional com um delicioso café da manhã. Acompanhe agora, todos os detalhes da entrevista que também está disponível no Youtube, “Nosso Setor Online”.

 

RNS: Fale um pouco de Dulcynardo.

 

DULCYNARDO HONORATO: Sou filho de Itaitinga, nasci e me criei lá. Sou economista, administrador de empresas e hoje estou como secretário de desenvolvimento econômico de Itaitinga. Sou muito feliz porque hoje eu posso, com o que aprendi, contribuir para o desenvolvimento da minha cidade. Tenho muito orgulho disso. Estou no segundo mandato.

 

RNS: Qual a população hoje de Itaitinga?

 

DULCYNARDO HONORATO: Pelo senso,Itaitinga tem 39 mil habitantes. Mas a população real passa de 50 mil.

 

RNS: Hoje o Estado do Ceará aparece como um dos mais violentos. Como é a segurança em Itaitinga? 

 

DULCYNARDO HONORATO: Apesar de Itaitinga abrigar sete unidades prisionais, a gente não tem a sensação de estar em uma cidade perigosa. Evidentemente o crime está instalado na cidade, por conta de diversos outros fatores, mas a gente tem uma necessidade e o apoio do estado do Ceará. O estado mandou para Itaitinga uma unidade do raio, hoje a cidade é toda monitorando e a prefeitura de Itaitinga tenta, de tempos em tempos, juntar parceiros para que esse setor tão importante seja resolvido. Hoje ir para Itaitinga é uma coisa tranquila, apesar das unidades prisionais a sensação de segurança é presente. 

 

RNS: Como definir a cidade de Itaitinga em governos anteriores? 

 

DULCYNARDO HONORATO: Itaitinga viveu quatro momentos especiais. O primeiro momento de debutar em 1992, com o primeiro prefeito, hoje itaitinga tem 27 anos.O prefeito seguinte estruturou a cidade nos seus mais básicos elementos,uma rua,luz, água. Houve um momento que superou algumas expectativas, a educação do município foi referência no estado. O atual governo é da paz, e foi também o que instituiu e inaugurou os distritos industriais. Itatinga agora está prestes a viver um outro viés, que é o crescimento. Para se desenvolver, é preciso crescer. Itaitinga está pronta para isso porque tem sido alvo de muito investidores, tem sido procurada por muitas entidades de ensino superior, empresas de outros estados. Itaitinga vive um momento especial e está se preparando para ter um comércio forte, uma população qualificado e emprego e renda na cidade. 

 

RNS: Como funciona a economia na cidade? O que vocês estão fazendo para que seja melhorada a questão do desemprego? 

 

DULCYNARDO HONORATO: Por muito tempo a prefeitura foi o grande empregador da cidade. Com essa nova gestão a gente tem conseguido atrair para Itaitinga, nos últimos seis anos, 46 novas empresas, entre elas a Diageo, a maior empresa de destilados do mundo. Só ela vai conseguir empregar 1.200 pessoas diretamente. Tem a Limpa Fácil que emprega muito gente também. São indústrias importantes para o município porque atraem outros empreendimentos, agrega valor a comunidade, incorpora outras empresas do setor porque tudo se encontra em Itatinga. Então, isso tem ajudado a cidade a se desenvolver no que tange a oportunidade de emprego. Se a gente comparar com o cenário nacional, Itaitinga tem números melhores. Porque a gente tem uma perspectiva de 4 mil empregos diretos, é uma porcentagem positiva.

 

RNS: Essa 46 empresas já estão instaladas? 

 

DULCYNARDO HONORATO: Algumas sim, outras estão se instalando, outras cuidando de documentação. São fases distintas, mas todas elas já têm um acordo firmado com o município. 

 

RNS: Qual é o perfil das empresas do município? 

 

DULCYNARDO HONORATO: Como as gestões anteriores não tinham essa preocupação, porque era outro fases, agora é uma fase de crescimento. Então, hoje temos dois aspectos. O centro de distribuidor do Ceará está se concentrando em Itaitinga, pela proximidade com Fortaleza e com o Porto do Pecém. Uma outra área importante que a gente tem trabalhado é a questão tecnológica. A gente está trazendo o ICETEL, o Instituto Federal do Ceará e está tentando fomentar as escolas do município estes organismos que desenvolvem tecnologia. As duas são as marcas de Itaitinga no futuro. 

 

RNS: Dentro dessas empresas que chegaram e estão chegando, vocês também têm supermercados? Existe essa visão para o setor? 

 

DULCYNARDO HONORATO: Temos a Rede Uniforça, o centro de distribuição deles também vai para lá, a Rede Parceria e alguns supermercados que fazem parte dela. Itaitinga também está vivendo esse boom de supermercados. A medida que a cidade cresce, a demanda por itens de consumo básicos também aumenta. E quem melhor que esse setor para me ajudar nisso? Também temos conversado com a Rede Cearense, existe um interesse e nós vamos abraçá-lo. Itaitinga precisa disso. 

 

RNS: A cidade está preparada para todo esse impacto? Por exemplo, a questão da energia? 

 

DULCYNARDO HONORATO: Essa preocupação vem junto com o desenvolvimento. A oferta de energia no Ceará tem sido difícil para todos os municípios. Para equilibrar esse jogo estamos tentando trazer uma usina de energia fotovoltaica para atender especificamente a demanda da empresa.A gente já atinge dois setores, diminui o custo da empresa com uma oferta barata e constante, e um serviço diferenciado em relação a Enel. A questão não é substituí-la, mas gerar novas fontes de energia para as empresas. A energia não é só para as industriais, é para as escolas, o setor público, as residências,os supermercados. É uma oferta para todo mundo. O nosso objetivo é trazer isso para Itaitinga para que as pessoas confiem na cidade do ponto de vista energético também. 

 

RNS: O que vocês estão oferecendo e buscam em troca deste apoio? 

 

DULCYNARDO HONORATO: A gente desenvolveu três distritos industriais, o que significa que nos oferecemos um terreno para as empresas e os estado é um grande parceiro nisso. O que as empresas buscam é ter um bom relacionamento com o governo municipal e estadual. Como também temos atraído empresas de outros estados a primeira pergunta que elas fazem é sobre o benefício que nos podemos dar, então a gente tem um FDI que é o melhor do estado, por conta das unidades prisionais, temos um programa onde a medida que as empresas se relacionam entre si ela vá acumulando pontos para que ela tenha isenção do IPTU, em alguns casos a gente reduz 50% de ISS, a gente tem um apoio logístico, institucional. Dependendo do tamanho dessa empresa, isso vai no máximo, que é de 75%. Ou seja, a empresa tem de desconto 74% do ISS devido. Isso atrai qualquer setor. 

 

RNS: É uma Lei que dá esse terreno? Tem um certo ponto onde a empresa tem que chegar? 

 

DULCYNARDO HONORATO: Há uma Lei que regula a doação do terreno no município de Itaitinga e outra Estadual. Nossa doação é baseada na municipal e tem regras. A gente não dá o terreno e esquece a empresa, ela tem que cumprir prazo, regras, empregar as pessoas de Itaitinga e isso vai sendo relaxado a medida que ela tem dificuldades. Itaitinga abraça as empresas, ela quer se desenvolver, ela apoia as empresas. É a primeira vez que Itaitinga tem uma aproximação tão forte com as empresas e isso é um diferencial para qualquer município. 

 

RNS: E quando a empresa tem direito a essa estrutura? 

 

DULCYNARDO HONORATO: Itaitinga te dá a escritura antes de você começar a construir. A gente dá o terreno para a empresa e apoia o empreendimento dela. Com 5 anos esse terreno já passa a ser da empresa, indo na contramão de todos os outros municípios. Nós apoiamos as empresas que vão para o município de Itaitinga. 

 

RNS: Como você avalia o percentual de satisfação dos habitantes de Itaitinga com a atual gestão?

 

DULCYNARDO HONORATO: Os problemas que Itaitinga enfrenta, são os mesmo que o Brasil. Itaitinga, de uma maneira especial, tem um cuidado com as pessoas. O prefeito Abel foi o primeiro a fazer uma coisa inédita, os secretários da nossa cidade são todos de Itaitinga. Isso ajuda demais na comunicação com a nossa população e isso é um diferencial para nossa região. 

 

RNS: Como está a distribuição de sinal de internet em Itaitinga?


DULCYNARDO HONORATO: Nós acabamos de fazer um projeto que vai fibrar a cidade inteira. Nós pegamos 180 bairros e todos os ambientes serão fibrados. Então é um projeto que vai possibilitar que Itaitinga tenha internet em qualquer lugar a uma velocidade altíssima.Isso vai facilitar justamente a comunicação,o negócio, o desenvolvimento e o relacionamento. No máximo em dois anos toda a cidade está fibrada, se adaptando à necessidade do mercado