Com guerra na Ucrânia, pãozinho ficará mais caro nas próximas semanas no Ceará

A previsão é de que as altas sejam totalmente repassadas até o fim deste mês de março

guerra entre Rússia e Ucrânia está impactando diversos setores da economia em todo o mundo. Dessa vez, o pãozinho é um dos itens que vai sofrer reajustes nas próximas semanas nas padarias do Ceará.

Segundo o Sindicato das Indústrias de Panificação e Confeitaria no Estado (Sindpan), o custo de produtos à base de trigo subirá de 10% 15% nos estabelecimentos até o fim deste mês.

Com isso, o preço médio do quilo do pão francês, por exemplo, passará de R$ 15 para R$ 17,25, totalizando alta de R$ 2,25 o quilo. No melhor cenário, o acréscimo seria de R$ 1,50.

A majoração é consequência do acirramento da crise geopolítica após a invasão russa à Ucrânia, no último 24 de fevereiro. Ambos os países são produtores de trigo, sendo a Rússia o maior exportador do mundo. Além disso, o conflito no leste europeu pressiona a inflação brasileira.

Trigo importado

Segundo o presidente do Sindpan, Ângelo Nunes, as padarias ainda não repassarão as elevações no começo deste mês.

“O Brasil não importa muito trigo da Rússia, compramos mais da Argentina. No entanto, é aguardado um aumento das commodities em geral, que vai gerar um reajuste de 10% a 15% nos produtos derivados do trigo”, afirma.

“Porém, como está tudo muito recente, ainda não chegou nenhum aumento ao Ceará. Alguns moinhos já repassaram a tabela nova, mas estávamos negociando”, explica.

O vice-presidente do Sindpan e presidente da Rede Pão, Alex Martins, pondera que as fábricas ainda estão com estoque anteriores. Por isso, ainda não houve repasse.

“A gente sabe que o trigo está garantido e não vamos ter falta no Brasil. A Argentina já garantiu”, diz, acrescentando que, mesmo descartando o risco de desabastecimento, outros impactos econômicos devido ao conflito irão recair sobre o custo do produto.

Para Alex, as altas chegam à ponta dentre 30 ou 45 dias. Nas padarias, os consumidores encontram o quilo do “carioquinha” por R$ 15, mas há relatos de preços que vão de R$ 9 a R$ 18, a depender do bairro.

Valor inalterado

Na padaria Costa Mendes, no Montese, em Fortaleza, por exemplo, o valor permanece inalterado,  mas a previsão é que seja repassado ao consumidor conforme os reajustes dos fornecedores, informou o empreendimento.

Há três meses, o pão francês no Ceará já encareceu 7,5%. Além dos pães, biscoitos, macarrões e outros alimentos serão elevados em razão do trigo, que já sofreu a maior alta dos últimos 14 anos, na terça-feira (1º).

Fonte: Diário do Nordeste 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

× Fale conosco! Available from 08:00 to 22:00